"Desenvolver jovens felizes e que respeitem sua base familiar e seus antepassados".

Antepassados

Qual a nossa ligação com os ancestrais?

 

Compreendemos perfeitamente que nascemos de pai e mãe, mas temos a necessidade de maior esclarecimento sobre a ligação com os antepassados que não pertencem mais a este mundo. Nós temos a capacidade natural de ver, ouvir e sentir, assim como distinguir as coisas, mas na verdade temos ainda uma capacidade muito mais profunda. Acredito que os senhores já tiveram a experiência de, ao ver uma paisagem numa certa cidade, ter a sensação repentina de já ter presenciado este mesmo quadro.

 

Apesar de não termos a lembrança, isso indica ser um acontecimento gravado na memória quando na infância, ou quando ainda bebê no colo de nossas mães. A lembrança guardada nas profundezas do nosso subconsciente, vem repentinamente à tona.

 

No subconsciente da pessoa humana, estão guardadas todas as experiências, ações que acumulamos no decorrer da nossa vida desde o nascimento. Tudo isso que está gravado na memória, no Budismo chamamos de “semente”. Porém, essas sementes não são ações acumuladas somente da própria vida. As ações dos nossos pais, assim como todas as experiências, também estão incluídas.

 

Desde que surgiu a vida no planeta Terra, assim como ameba, animais aquáticos e insetos, todas as ações deles também estão guardadas profundamente no subconsciente até a atualidade. Quando pensamos que todas as ações dos nossos ancestrais estão guardadas como semente em nossos corações, não podemos negar este inter-relacionamento, é por demais profunda e exata a ligação. Cientificamente falando, trata-se da hereditariedade, porém, atualmente, a evolução da pesquisa sobre essa área vem desenvolvendo rapidamente e creio que a realidade desta ligação com antepassado, esclarecida pelo Budismo, será um dia comprovada sob a luz da ciência. O culto ao antepassado é a expressão da nossa gratidão às graças recebidas e o compromisso de fazer germinar e desenvolver estas sementes.

 

E, como faremos isso?

Conseguiremos através da gratidão, além de praticar decisivamente o caminho da conduta correta e do esforço para deixar boas sementes aos descendentes. Este é o significado profundo do culto aos antepassados. O ato de ofertar flores, luz, incenso, água, alimentos e recitarmos o Sutra, resume-se, através do culto aos antepassados, dirigir gratidão, retribuindo as graças recebidas e dedicar a prática do caminho para que a semente do bem germine nos nossos descendentes, além de levar à purificação de suas ações. Se pensarmos dessa maneira, concluiremos que o culto aos antepassados é o básico para expressar a nossa gratidão, assim como é o básico para a prática diária do caminho do bosatsu. Por isso, a oração aos antepassados deve ser praticada diariamente.

 

Eu sinto que o antepassado é o meu espelho. Assim, diante do meu altar familiar, quando estou em oração, sinto que, com os ancestrais, toda minha alma vibra automaticamente surgindo sentimentos de gratidão.

 

Shigueo Kamata Professor e Doutor
em Literatura da Universidade de Tokyo

 

Filosofia | Fundadores | Antepassados | Shakaden | Mirokusan